Catedral de Viena (Stephansdom)

Catedral de Viena (Stephansdom)

Situada em Stephansplatz, em pleno coração da cidade de Viena, a Catedral de São Estevão (Stephansdom) é a sede principal da arquidiocese de Viena

Stephansdom, o símbolo religioso mais importante de Viena, foi construído sobre as ruínas de uma igreja românica dedicada a São Estevão construída em 1147, embora do antigo templo se conservem apenas a Porta dos Gigantes e as Torres dos Pagãos

O exterior de Stephansdom

A catedral está coroada por uma grande torre com forma de agulha (Steffl) construída em estilo gótico que, com seus 137 metros de altura, pode ser vista de diferentes pontos de Viena. Depois de uma árdua subida por uma escada caracol, você chegará ao mirante da torre, que oferece uma bela vista do centro da cidade.

Na parte posterior da catedral podemos ver o Telhado de Azulejos, formado por mais de 250.000 azulejos que tiveram que ser restaurados depois de terem sido seriamente danificados durante a II Guerra Mundial.

No lado direito da catedral há uma entrada chamada Porta dos Cantores, que não podia ser utilizada pelas mulheres.

O interior de Stephansdom

Dentro da catedral podemos observar diversos estilos arquitetônicos provenientes de diferentes épocas; a nave central, as capelas laterais e o coro procedem de uma das reconstruções feita em estilo gótico e alguns dos edifícios laterais foram reconstruídos em estilo barroco.

O interior da catedral abriga os restos mortais de grande parte dos membros da família Habsburgo e foi o local do casamento e posterior funeral do magnífico Mozart.

As abóbadas de Stephansdom guardam inumeráveis obras de arte procedentes de diferentes séculos. Alguns dos pontos mais interessantes da catedral são os seguintes:

  • O Sino Pummerin: o sino pendurado na torre norte foi fundido com os canhões que as tropas turcas deixaram ao se retirar da capital em 1683. Durante o grande incêndio de 1945, o sino caiu e ficou destruído. Os vienenses voltaram a fundir os restos para criar o sino atual. Está situado na inacabada torre norte, à qual se tem acesso em um elevador.
  • Púlpito de Pilgram: um belo púlpito gótico talhado com grande precisão. 
  • As catacumbas: escavadas a meados do século XVIII, em seus ossuários estão os restos de mais de 10.000 cidadãos vienenses. A medida que percorremos os corredores úmidos, um grande calafrio toma conta da gente. 
  • Imagem de Cristo crucificado: situada na capela Tirna, ao lado do sepulcro do príncipe Eugenio de Saboya, está uma imagem de Cristo que, segundo a lenda, tem uma barba de cabelo humano que continua crescendo.

Museu da Catedral (Dom und Diözesanmuseum)

O Museu da Catedral abriga pinturas religiosas do século XVIII, esculturas rústicas dos séculos XVI e XVII e algumas esculturas medievais que representam a Virgem com o Menino Jesus, embora, sem dúvida, a parte mais importante do museu seja o Tesouro.

O coração de Viena

A Catedral Stephansdom é uma das visitas mais importantes de Viena e a cidade gira em torno dela. A catedral é o ponto de início e fim dos dias que os turistas passam em Viena, já que nos arredores há muitos monumentos e lugares para visitar, além de restaurantes e cafeterias.

Horário

De segunda a sábado, das 6:00 às 22:00 horas.
Domingos e feriados: das 7:00 às 22:00 horas.

Preço

Visitas guiadas à Catedral:
Adultos: 5,50€.
Estudantes de 14 a 18 anos: 3€.
Crianças de 6 a 14 anos: 2€.
Visitas guiadas às Catacumbas:
Adultos: 5,50€.
Estudantes de 14 a 18 anos: 3€.
Crianças de 6 a 14 anos: 2€.
Visitas guiadas à Torre Sul:
Adultos: 5,40€.
Estudantes de 14 a 18 anos: 2€.
Crianças de 6 a 14 anos: 1,50€.
Visitas guiadas à Torre Norte:
Adultos: 5,50€
Crianças de 6 a 14 anos: 2€.
Tudo incluído com audioguia:
Adultos: 14,50€.

Transporte

Metrô: Stephansplatz, linhas U1 e U3.
Ônibus: Stephansplatz, linhas 1A, 2A e 3A.